Passar para o Conteúdo Principal Top

 

Logo_20Aniv_Lagoas

Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos Ponte de Lima

Paisagem Protegida das Lagoas_v2

Arrancou, no passado dia 01 de outubro, o projeto MERLIN!

Merlin 1 1024 1000
12 Outubro 2021

Os desastres de inundação no estado alemão mostraram como as alterações climáticas e a engenharia dos rios interagem. “Os corpos d'água e as suas várzeas precisam de mais espaço - precisam de ser renaturalizados”, afirma o Prof. Daniel Hering.

O projeto conjunto MERLIN*, coordenado pela Universidade Alemã de Duisburg-Essen (UDE), mostra como se poderá intervir na Europa. A União Europeia (UE) financia este projeto com 21 milhões de euros até 2025.

O MERLIN procura soluções novas e amplamente aplicáveis para restaurar as funções dos ecossistemas de água doce, por exemplo, para melhorar a retenção de inundações e armazenar dióxido de carbono. O projeto envolve 44 parceiros de toda a Europa, incluindo universidades, institutos de pesquisa, organizações de conservação da natureza e partes interessadas de empresas, governos e municípios, como o Município de Ponte de Lima. “Muitos grupos sociais irão beneficiar desta restauração, e isso requer a contribuição de muitos atores”, diz o Dr. Sebastian Birk, do Grupo de Trabalho de Ecologia Aquática da UDE, que coordena o MERLIN com o Professor Hering.

O convite ao Município de Ponte de Lima, para participar na candidatura ao Programa Europeu Horizon 2020 (H2020), ao abrigo do aviso “Construir um futuro com baixo teor de carbono e resiliente ao clima: Pesquisa e Inovação no suporte ao Acordo Verde Europeu”, partiu da própria UDE, após ter tido conhecimento da intervenção em curso, ao abrigo do Projeto LIFE FLUVIAL (http://www.lifefluvial.eu/pt/), na Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e São Pedro de Arcos.

Horizon2020-400x216

O restauro do habitat prioritário 91E0* (Florestas aluviais de amieiro) na Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e São Pedro de Arcos foi selecionado com um dos 17 casos de estudo, distribuídos por 14 países da Europa, que integram uma candidatura dirigida a otimização da eficiência do restauro ecológico numa perspetiva de inovação e de transferência de conhecimento entre regiões.

10 milhões do financiamento da EU irão para essas 17 áreas, onde riachos, rios, pântanos e várzeas serão restaurados a um estado quase natural. Estes grandes projetos serão expandidos e ampliados com financiamento da UE e desenvolvidos em modelos europeus. “Um dos focos é a cooperação com indústrias que podem beneficiar com esse restauro, como, por exemplo, a agricultura, a produção de água potável e as companhias de seguros”, explica Daniel Hering. Os efeitos das medidas serão contabilizados económica e ecologicamente. “Esse restauro contribui ainda para melhorar o ambiente residencial e criar áreas de lazer locais”, afirma Sebastian Birk.

merlin_case_studie_map-09e945a8

The location of the 17 MERLIN restoration case studies across Europe. Image: MERLIN
 

* MERLIN - Integração da restauração ecológica de ecossistemas relacionados com água doce em um contexto de paisagem: INnovation, upscaling and transformation / https://project-merlin.eu