Passar para o Conteúdo Principal Top

Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos Ponte de Lima

Paisagem Protegida das Lagoas_v2

Projetos em Curso/Candidatados

Com execução física e financeira
  • Projeto “Conservação, Valorização e Divulgação do Património Cultural e Ambiental das Aldeias da Mesa dos 4 Abades”

    O projeto “Conservação, Valorização e Divulgação do Património Cultural e Ambiental das Aldeias da Mesa dos 4 Abades”, cuja candidatura foi apresentada pelo Município de Ponte de Lima no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural do Portugal 2020 (Medida LEADER), tem como principal objetivo a valorização dos núcleos rurais e de montanha das aldeias de Labruja, Labrujó, Rendufe, Vilar do Monte, Bárrio, Cepões e Calheiros.

    No âmbito deste Projeto, caberá, em caso de aprovação, à Área Protegida a execução física e financeira das ações: i) implementação dos Percursos Pedestre das Portelas e do Poço do Caldeirão (sinalização e criação de topoguias); ii) sinalização do Pé do Negro Mountain Bike Center e; iii) desenvolvimento de website para a divulgação e promoção da área geográfica de intervenção da candidatura.

  • Projeto Límia|Lima: Fronteira Esquecida (2019-2021)

    O Projeto Límia|Lima: Fronteira Esquecida, aprovado por municípios da deputação de Ourense e do Vale do Lima ao abrigo da iniciativa comunitária INTERREG VA: POCTEP (2018), tem como principal objetivo a valorização de um percurso turístico pelo entre Portugal e Espanha.

    No âmbito deste Projeto caberá à Área Protegida garantir a execução da ação de beneficiação das plataformas das Ecovias do Rio Lima e as ações de promoção e divulgação previstas.

     

    • Custo total elegível (Global Município de Ponte de Lima): 114.724,75€
    • Comparticipação FEDER: 97.516,05€
  • Projeto “Greenways4you | Valorização e Promoção da Rede de Percursos Verdes do Alto Minho” (2018-2019)

    O Projeto “GreenWays4You | Valorização e Promoção da Rede de Percursos Verdes do alto Minho aprovado, pela CIM Alto Minho, ao abrigo Programa Operacional Regional do Norte 2020, com os objetivos da consolidação e promoção da rede de percursos verdes no território do Alto Minho, bem como da definição e avaliação de um modelo de gestão e acompanhamento da rede.

    Neste Projeto a Área Protegida está incumbida de executar física e financeiramente as intervenções a realizar ao nível da sinalética (interpretativa, direcional e segurança) da rede de percursos pedestres do Município de Ponte de Lima e a ação de implementação de programas de promoção e visitação junto de agentes e operadores turísticos, tendo por base o plano de marketing proposto pela entidade coordenadora do projeto.

     

    • Custo total elegível (Global Município de Ponte de Lima): 25.734,98€
    • Comparticipação FEDER: 21.874,73€
  • Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar - School4All (2018-2020)

    O Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar - School4all, aprovado pela CIM Alto Minho, ao abrigo âmbito do Programa Operacional Regional do Norte 2020, cofinanciado pelo Fundo Social Europeu, com o objetivo geral de melhorar a qualidade das aprendizagens dos alunos de forma a promover o sucesso escolar e reduzir a taxa de insucesso e abandono, isto é, investir na redução e prevenção do abandono escolar precoce e no estabelecimento de condições de igualdade no acesso à educação infantil, primária e secundária.

    No âmbito do concelho de Ponte de Lima, o plano School4All - Ponte de Lima tem sido implementado pelo Município de Ponte de Lima, em parceria com os Agrupamentos de Escolas de Arcozelo, António Feijó, Freixo e Ponte de Lima, tendo por objetivo contribuir para prosseguir as principais metas definidas na Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial "Alto Minho 2020" no domínio do combate à retenção e ao abandono escolar, evoluindo positivamente na taxa de retenção e abandono através de um conjunto de ações centradas prioritariamente na comunidade, promovendo o indispensável envolvimento familiar no contexto escolar e a parceria da comunidade no seu todo como agente ativo e comprometido na promoção do sucesso escolar.

    De entre as várias ações do School4All - Ponte de Lima, cabe à Área Protegida a concretização da ação que estabelece a criação de uma rede de Espaços de Aprendizagem Personalizada, uma por Agrupamento de Escolas de Ponte de Lima, inovadores com acesso a aplicações e recursos educativos e a conteúdos tecnológicos, aliando a área das ciências e das novas tecnologias vocacionadas para o 2.º e 3.º Ciclos. Estes espaços serão a base a partir da qual os alunos podem Investigar, Interagir, Criar, Desenvolver, Partilhar e Apresentar, potenciando as aprendizagens com outros recursos já existentes como a Biblioteca Escolar, a Sala de Ciência Divertida e o FabLab Freixo. Esta ação abre a possibilidade da participação e intercâmbio com outras escolas e instituições, de dentro e fora do concelho, promovendo a participação das famílias e dos diferentes agentes educativos, em sessões específicas organizadas para estes grupos.

    Para o efeito a Área Protegida, após a identificação da sala em cada Agrupamento, garantiu o apetrechamento das 4 salas com os equipamentos informáticos e mobiliário aprovados em sede de candidatura e, em paralelo, garantiu o desenvolvimento de plano de ações de capacitação e de produção de conteúdos, para professores e alunos, que permitirão aos mesmos tirarem o melhor partido destes novos espaços.

    De referir ainda, que a Área Protegida, através do seu Serviço Educativo, tem vindo a dinamizar os espaços criados tendo, inclusive, realizado, no âmbito da III Feira de Educação, Ciência e Tecnologia, realizado o Workshop School4All - Ponte de Lima que envolveu as 4 turmas que estão associadas ao projeto e que tem a responsabilidade de envolver a restante comunidade escolar que integram.

     

    • Custo total elegível (Global Município de Ponte de Lima): 605.578,15€
    • Comparticipação FSE: 514.741,43€
  • Qualificação de Experiências de Turismo de Aldeia no Minho – Ponte de Lima Mountain Bike Center (2019-2020)

    A operação “Qualificação de Experiências de Turismo de Natureza no Minho - Ponte de Lima Mountain Bike Center”, foi aprovada ao abrigo do Programa Operacional Regional 2020, com os objetivos:

    1. qualificar a rede de infraestruturas de suporte ao produto estratégico turismo de natureza / náutico;
    2. definir e implementar novos modelos de gestão do turismo natureza / náutico que garantam a manutenção, sustentabilidade, acompanhamento, segurança e capacidade de carga na prática de atividades de turismo natureza / náutico;
    3. consolidar o trabalho em rede na região em torno desta oferta turística específica;
    4. contribuir para a qualidade e certificação dos serviços de animação turística prestados na região do Minho.

    Nesta operação a Área Protegida está incumbida de executar física e financeiramente as intervenções relacionadas com a colocação de sinalética nos Trilhos BTT - Pé do Negro.

     

    • Custo total elegível (Global Município de Ponte de Lima): 88.998,17€
    • Comparticipação FEDER: 67.784,36€
  • Prevenção, controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras: Ponte de Lima (2020-2021)

    A operação “Prevenção, controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras: Ponte de Lima”, foi aprovada ao abrigo do Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência na Utilização dos Recurso, com o objetivo geral da restauração ecológica dos espaços alvo da intervenção proposta e da criação de condições para a instalação/recuperação das comunidades autóctones, assim como, com os objetivos específicos de:

    1. Conferir continuidade, consolidando os trabalhos desenvolvidos no SIC Rio Lima, às ações de controlo e de erradicação de espécies exóticas invasoras terrestres (Acacia spp.), no âmbito de candidaturas aprovadas e executadas ao abrigo do Programa Operacional da Região Norte 2007-2013 (projetos VERBA e BIOLANDSCAPE) e, em curso, ao abrigo do PO SEUR - minimização dos efeitos das cheias na Região Norte: Ponte de Lima, sendo que neste último caso o dono da obra é a Agência Portuguesa do Ambiente;
    2. Ampliar a área de atuação dos trabalhos anteriormente referidos, à totalidade da extensão do SIC Rio Lima, inserida nos limites administrativos do concelho de Ponte de Lima;
    3. Realizar o controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras aquáticas, nomeadamente Myriophyllum aquaticum e Egeria densa;
    4. Promover o controlo natural da espécie exótica invasora Acacia longifolia;
    5. Avaliar a eficácia dos métodos aplicados e do impacte real ou potencial sobre espécies e habitats, bem como definir as condições para a realização de ações de controlo de continuidade;
    6. Criar/adotar soluções inovadoras de monitorização de espécies exóticas invasoras com vista à prevenção e deteção precoce de focos de dispersão destas espécies no SIC Rio Lima, inserido nos limites administrativos do concelho de Ponte de Lima;
    7. Sensibilizar os diversos públicos-alvo e divulgar a problemática das espécies exóticas invasoras.

    Nesta operação a Área Protegida está incumbida de executar física e financeiramente a totalidade das ações previstas, bem como criar as condições e apoiar os trabalhos de controlo de seguimento na fase pós operação.

     

    • Custo total: 642.772,48€
    • Custo elegível total: 529.411,67€
    • Comparticipação FC: 450.000,00€
  • CTC_LIMA_CÁVADO_1_P

    Neste projeto aprovado ao abrigo do INTERREG VA, cabe à Área Protegida apoiar na definição e consequente execução física das ações refentes ao Plano de Sinalização da Rede de Vias Cicláveis e Pedonais da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho para os vales do rio Lima e do rio Vez.

     

    • Custo total elegível (Município de Ponte de Lima): 15.375,00€
  • Candidatado: “Vilas e aldeias equestres entre Arga e Lima”

    A candidatura do projeto “Vilas e Aldeias Equestres entre Arga e Lima” ao Programa Valorizar: Linha de apoio à valorização turística do interior do Turismo de Portugal IP, pretende consolidar o produto turismo equestre no território da Serra de Arga e do Vale do Lima, através da articulação de uma rede de percursos e estruturas à escala intermunicipal, com a certificação de prestadores de serviços de apoio ao turismo equestre e com uma agenda de ações de comunicação e promoção do produto/destino. Pretende ainda dar continuidade ao desígnio de valorização do Garrano, espécie autóctone do Alto Minho, enquanto património ambiental e cultural e enquanto ativo de desenvolvimento dos territórios rurais de baixa densidade.

    No caso da candidatura, apresentada pelos Municípios de Viana do Castelo, Ponte de Lima e Caminha, vir a ser aprovada, caberá à Área Protegida conferir apoio na execução de várias das atividades previstas na mesma, nomeadamente ao nível das seguintes atividades:

    1. Criação e sinalização de uma rede Rede de Percursos Equestres em torno da serra de Arga;
    2. Ações de dinamização dos percursos equestres;
    3. O seu garrano é nosso convidado - Selo de certificação turismo equestre: estabelecimento/ atividade/aldeia amiga do garrano;
    4. Comunicação.

     

    • Custo total: 268.317,94€
    • Custo elegível total: 268,317,94€
    • Comparticipação Município de Ponte de Lima: 68.036,79€
    • Comparticipação PV: 187.822,56€

 

Sem execução financeira
  • Rewilding_AltoMinho_ Landscapes: Novos Espaços de Conservação e Proteção da Natureza e de Turismo Sustentável no Alto Minho (2017-2019)

    O Projeto “Rewilding Alto Minho Landscapes: Novos Espaços de Conservação e Proteção da Natureza e de Turismo Sustentável no Alto Minho”, aprovado, pela CIM Alto Minho, ao abrigo Programa Operacional Regional do Norte 2020, com o objetivo do desenvolvimento de uma Estratégia Regional para a Paisagem do Alto Minho.

    Em simultâneo à participação nas reuniões associadas ao projeto, com o pressuposto de serem validadas metodologias e resultados dos trabalhos em curso, a Área Protegida marcou presença, em representação do Município de Ponte de Lima, nas várias sessões de capacitação técnica e encontros técnicos realizados, no âmbito dos quais foram expostas e abordadas diversas temáticas relacionadas com a proteção, conservação, governança e valorização da natureza e dos recursos endógenos.

    Coube ainda à Área Protegida o acolhimento do 1.º Encontro de Reflexão Técnico, destinado à apresentação pública do projeto. O Encontro pretendeu lançar a discussão sobre novas formas de encarar a conservação e gestão da natureza que se pretendem estimular na região do Alto Minho, discutindo-se os novos paradigmas de atuação, apresentando-se exemplos de estratégias de comunicação e casos de estudo ilustrando novas formas de governança dos ecossistemas e da paisagem.

  • Projeto Melhora e Xestión Sostenible de Corredores Fluviais do Sur de Europa - LIFE FLUVIAL (2016-2020)

    O Projeto Melhora e Xestión Sostenible de Corredores Fluviais Do Sur De Europa - Life Fluvial, aprovado por vários parceiros de Espanha e Portugal, ao abrigo do Programa LIFE Nature & Biodiversity (2016) tem como principal objetivo a conservação e recuperação do habitat 91E0* (Florestas aluviais de Alnus glutinosa e Fraxinus Excelsior), em vários corredores fluviais do Sul da Europa.

    No âmbito deste Projeto, liderado pela Universidade de Oviedo, cabe à Área Protegida conferir apoio ao Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa na identificação, georreferenciação e caraterização das parcelas, propriedade do Município de Ponte de Lima, com grande representatividade do habitat 91E0 (amiais), assim como apoiar no desenvolvimento das ações de melhoria do estado de conservação de cerca de 20ha de bosques aluviais da Área Protegida (ex. eliminação de espécies exóticas, melhoria no estado fitossanitário das árvores, eliminação de pés de amieiro afetados por Phythopthora alni, e preservação de núcleos de regeneração natural de espécies autóctones).

    Acresce referir o apoio já conferido no âmbito da organização e acolhimento da Sessão Pública de divulgação do Projeto que, a nível nacional, foi realizada no Centro de Interpretação Ambiental da Área Protegida e na sessão, realizada no mesmo local, com os stakeholders do Projeto.

  • Alto Minho ADAPT | Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Alto Minho (PIAAC do Alto Minho)”

    O Projeto Alto Minho ADAPT | Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Alto Minho, aprovado pela CIM Alto Minho, no âmbito do POSEUR, com o principal objetivo de reforçar as capacidades de adaptação às alterações climáticas dos municípios do Alto Minho, nomeadamente, através da elaboração do Plano Intermunicipal de Adaptação das Alterações Climáticas do Alto Minho à escala municipal e supramunicipal (em setores tão diversos como: Agricultura; Biodiversidade; Economia (Indústria, Turismo e Serviços); Energia e segurança energética; Florestas; Saúde humana; Segurança de Pessoas e Bens; Transportes e Comunicações, e Zonas Costeiras e Mar), e da implementação do correspondente programa de comunicação, envolvimento e sensibilização.

    Cabe à Área Protegida facultar toda a informação solicitada e a solicitar no âmbito do Projeto ao Município de Ponte de Lima, bem como afetar o conhecimento e experiência adquirida pelos seus recursos humanos em todas as ações previstas pelo Projeto.

  • Carta Europeia de Turismo Sustentável do Alto Minho - CETS

    Tendo sido conferido continuidade aos trabalhos associados à Carta Europeia de Turismo Sustentável para o território do Alto Minho, a Área Protegida mantém-se na equipa técnica da mesma, desta feita com o objetivo de contribuir para concretização das Fases II (adesão das empresas de turismo) e III (adesão das agências de viagem).

    Neste contexto a Área Protegida, através do Centro de Interpretação Ambiental, integrou o consórcio de 12 empresas/entidades que viu a sua candidatura aprovada no âmbito do concurso promovido pela CIM para o apoio às primeiras empresas/entidades a aderir a Fase II da CETS.