Passar para o Conteúdo Principal Top

Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos Ponte de Lima

Paisagem Protegida das Lagoas_v2

Área Protegida de Ponte de Lima distinguida com menção especial no Prémio Nacional da Paisagem 2018

Lagoas fot jose antunes 1 1024 1000
03 Janeiro 2019

De acordo com a informação disponibilizada no site oficial do Prémio, O Prémio Nacional da Paisagem, criado no âmbito das ações de implementação da Convenção Europeia da Paisagem, detém como objetivos:

a) Reconhecer a implementação de uma política da paisagem ou de medidas implementadas pelas autoridades locais ou regionais ou pelas suas associações ou agrupamentos, ou contribuições especialmente importantes de organizações não-governamentais, para a proteção sustentável, a gestão e ou o ordenamento das paisagens;

b) Incrementar a sensibilização da sociedade civil para a importância das paisagens, quer enquanto fator de identidade e valor fundamental do quadro de vida das populações, quer enquanto fator potencial de desenvolvimento, e para as importantes funções culturais, ecológicas, ambientais e sociais desempenhadas pela paisagem;

c) Preparar a candidatura nacional ao Prémio da Paisagem do Conselho da Europa.

Segundo o texto publicado na mesma fonte, “A Senhora Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza atribuiu, sob proposta do Júri, o Prémio Nacional da Paisagem 2018 à candidatura Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico (Região Autónoma dos Açores) ”, bem como três menções especiais, sendo que uma delas corresponde à candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Ponte de Lima no âmbito do projeto desenvolvido na Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos.

Para o Júri do Prémio, o Projeto de Conservação e Valorização do Património Natural das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos, destaca-se pelo envolvimento coletivo nas iniciativas de conservação da natureza, pelo contributo para o reforço da coesão social daquele território e para o desenvolvimento rural com base na valorização da paisagem e cultura rural minhotas.

A 2ª edição do Prémio Nacional da Paisagem registou 27 candidaturas, submetidas até 30 de novembro de 2018, com grande envolvimento dos municípios que correspondem a 70% do total de candidaturas apresentadas.