Página Inicial
siga-nos:  

Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
01 de Dezembro a 31 de Dezembro
  Exposição do Centro de Interpretação Ambiental (CIA)
Todos os Eventos
Agenda Cultural

Página dos Espaços Ciência Divertida:


Zona Húmida de Importância Internacional


Prémio Novo Norte:


Aceda ao:

 
Projetos em Curso

Sidra das Lagoas - continuação da aposta nos produtos endógenos

Apesar da rara informação, existem referências que provam que a produção de maçã no concelho de Ponte de Lima também se destinava ao fabrico de sidra. A bebida, tradicionalmente obtida através da fermentação do mosto proveniente do esmagamento da maçã, era consumida principalmente nas Feiras Novas, bem como a nível doméstico.

Em 2005, com o propósito de recuperação da tradição do consumo de sidra nas Feiras Novas, com o objetivo da preservação e valorização das variedades regionais de macieira e com a perspetiva futura de que os pequenos agricultores locais pudessem obter proveitos, o Serviço Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e de S. Pedro de Arcos iniciou a produção de sidra e seus derivados (espumante de sidra, aguardente vínica e jeropiga de sidra) que, dada a procura significativa, se manteve até ao presente.

Testes realizados com a supervisão de um enólogo demonstram que a sidra produzida é um produto estável e apresenta uma durabilidade próxima dos 18 meses, o que, e como consequência direta, provoca um aumento do período de consumo e do número de consumidores.

Levando em atenção os resultados obtidos e o grau de aceitação da grande maioria de quem já provou a Sidra Lagoas, encontra-se em implementação uma micro unidade de produção de sidra e dos seus derivados, nas antigas instalações da Cooperativa de Estorãos, permitindo, em última análise, criar todas as condições para que o projeto tenha o maior impacto possível na economia local, bem como seja mais uma contribuição para a divulgação do nome de Ponte de Lima.

 

Hortas Urbanas de Ponte de Lima

O Sensibilizar a população para os impactos ambientais e sociais resultantes das alterações que têm ocorrido no espaço rural, bem como disponibilizar aos munícipes, nomeadamente aos que não possuam terras agrícolas, um lote de terreno para fins agrícolas, são os objetivos principais deste projeto.

Em simultâneo, o projeto pretende proporcionar um espaço de ocupação dos tempos livres a todos os que participem no mesmo e ainda concorrer para a manutenção das atividades humanas e consequentemente para o uso e ocupação do solo da Veiga de Crasto, local onde vai decorrer o projeto.

Assim, o Município disponibiliza aos participantes um lote de terreno de 40m2 inserido numa área vedada, um ponto de água destinada à rega das culturas instaladas no lote, um abrigo comum para armazenamento dos utensílios agrícolas e um espaço comum para compostagem ou colocação de estrumes, para além de fornecer informação sobre os modos de produção e práticas culturais ambientalmente corretas e um livro que permitirá a comunicação entre os participantes e o Município de Ponte de Lima.

De acordo com o regulamento do projeto pode candidatar-se qualquer munícipe, sendo conferida prioridade aos candidatos seniores, a jovens casais, ou ainda a pessoas que não possuam terras agrícolas.

Inicialmente, ao serem apresentadas em 2009, as "Hortas Urbanas" contavam com 36 lotes de terreno mas face à elevada procura a que se assistiu verificou-se uma necessidade de disponibilizar um maior número. Neste sentido, em dezembro de 2011 o espaço aumentou para 81 lotes. Em março de 2012 deu-se uma nova ampliação sendo que atualmente a veiga de Crasto dispõe de 120 lotes de terreno.

No âmbito das Hortas Urbanas o Município de Ponte de Lima aderiu à rede de Agricultura Urbana e Peri Urbana. O PORTAU é uma plataforma inclusiva, aberta às instituições e à participação pública, que pretende, sobretudo, mas não só, promover o debate entre os diversos atores, disponibilizar informação e colocar em contacto experiências institucionalizadas e boas práticas de agricultura urbana e peri-urbana. A partilha de experiências ao nível destes projetos permitiu criar um Mapa da Agricultura Urbana em Portugal, pode saber mais http://www.portau.org/experiecircncias.html.

 Normas (PDF | 58 kb)
 Ficha de Inscrição (PDF | 252 kb)
 Acordo de Utilização (PDF | 204 kb)

 

Hortas Comunitárias de Arcozelo

O Projeto Hortas Comunitárias de Arcozelo detém como principal objetivo proporcionar um reforço do apoio social concedido, em especial a todos aqueles que integram a comunidade do Bairro Social da Poça Grande - Arcozelo, através da viabilização do cultivo de um lote de terreno que permitirá, entre outros, naquele contexto urbano específico, a obtenção de produtos agrícolas frescos que contribuam para a subsistência/complemento alimentar das famílias ali existentes, bem como para a ocupação de tempos livres ao ar livre e em contacto direto com a terra.

Neste quadro e por esta via, o Município de Ponte de Lima requalificou um terreno adjacente ao Bairro Social, sua propriedade, e criou um espaço de valorização do espírito comunitário que certamente exercerá um importante papel enquanto promotor da convivência social entre gerações e de bons comportamentos sociais, da saúde e da qualidade de vida dos participantes no projeto mas, também, ao nível da sensibilização dos mesmos para os impactos ambientais e sociais resultantes das profundas alterações que têm ocorrido no espaço rural.

Estarão disponíveis cerca de 20 lotes, com 45m2 cada.

 Normas (PDF | 74 kb)
 Ficha de Inscrição (PDF | 78 kb)
 Acordo de Utilização (PDF | 70 kb)

 
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo
 
Avisos
Categorias
18 de Novembro
  Governo prolonga período crítico de incêndios até 23 de novembro
16 de Novembro
  Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola
07 de Novembro
  Governo volta a prorrogar período crítico de incêndios
07 de Novembro
  Proibição de produção e comercialização de plantas de citrinos no interior da zona demarcada
03 de Outubro
  Freguesia de Estorãos - Obrigatoriedade de poda e tratamento de citrinos infestados com a psila africana dos citrinos, Trioza erytreae (Del Guercio)
Todos os Avisos
Notícias do Município
Inauguração da exposição ?Casas com história ? Vinhos de Excelência: Quinta de Paços e Casa do Capitão-mor? | 15 de dezembro de 2017 às 18h00
publicada em: 12.12.2017

Estará patente no Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, a partir do dia 15 de dezembro de 2017 até 30 de maio de 2018, a exposição temporária Casas com história – Vinhos de Excelência: Quinta de Paços e Casa do Capitão-mor.

Nesta exposição o destaque vai para os vinhos produzidos há já 500 anos na Quinta de Paços, sita em Barcelos, e na Casa do Capitão-mor, em Monção, e que têm vindo a somar diversos prémios de grande prestígio desde 1877, altura em que o vinho da Casa de Paços recebeu, em Filadélfia, um dos primeiros prémios internacionais atribuído a vinhos da Região dos Vinhos Verdes.

Atualmente a família e as propriedades estão representadas por D. Maria do Carmo Azevedo da Fonseca Matos Graça e pelo Dr. José Bento da Silva Ramos.

Trata-se apenas da primeira edição de um conjunto de exposições que visam dar a conhecer as casas e quintas cuja história esteve desde sempre ligada à produção de Vinho Verde de excelência.

A inauguração, que terá lugar no dia 15 de dezembro de 2017, às 18h00, no Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, culminará com uma prova comentada.

ULSAM promove recolha de sangue em Ponte de Lima
publicada em: 12.12.2017

O Serviço de Imunohemoterapia da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, EPE (ULSAM), promove sexta-feira, dia 22 de dezembro, uma campanha de recolha de sangue. A ação acontece na Unidade Local de Saúde de Ponte de Lima, a partir das 9h30, e visa garantir à ULSAM e a todos os residentes no distrito de Viana do Castelo o apoio e a auto suficiência em transfusões.

Podem doar sangue todas as pessoas com bom estado de saúde, com hábitos de vida saudáveis, peso igual ou superior a 50 quilos e idade compreendida entre os 18 e 65 anos. Para uma primeira dádiva o limite de idade é aos 60 anos.

A ULSAM promove estas ações por todo o distrito ao longo do ano, o que tem permitido um stock de sangue suficiente para as necessidades dos utentes do distrito.

Consulte:

Folheto informativo

Conselhos gerais

VII Festival do Bacalhau e Doçaria (mel e sidra) | Abertura, dia 8 de dezembro | Pavilhão de Feiras e Exposições ? Ponte de Lima
publicada em: 07.12.2017

Considerada como uma das iguarias mais apreciadas e procuradas da gastronomia limiana, o Município de Ponte de Lima organiza mais uma edição do certame dedicado ao bacalhau, por forma e dinamizar e impulsionar um dos elementos chave da cozinha tradicional da região. Seja na forma de petisco ou numa elaborada refeição, o bacalhau é rei e senhor nas mesas de todos os limianos.

Presença obrigatória nas famosas tasquinhas d’outrora da feira quinzenal é ainda hoje um dos produtos mais procurados e mais comercializados da ‘Feira de Ponte’, por todos aqueles que a ela se dirigem para feirar.

Chegada a época natalícia, o VII Festival do Bacalhau e Doçaria (mel e sidra), ganha maior destaque pela elevada procura por parte do público e, como consequência, pela cada vez maior oferta por parte dos comerciantes. Quem visitar o festival pode ainda encontrar mel, sidra, licores, chocolates, bolos e outras especialidades tipicamente limianas e que bem representam a riqueza da gastronomia da região.

O VII Festival do Bacalhau e Doçaria (mel e sidra) dá as boas vindas a dezembro e antecipa o Natal, com muita animação e sabor desde showcookings, provas de degustação, música popular e fados de Coimbra. Destaque para a apresentação, na sexta-feira, dia 08, da peça de artesanato “Vaquinha Minhota” e do lançamento do conto infantil “Rosália, a Princesa do Lima”, da autoria da artesã limiana, Nélia Saraiva. No dia 09, sábado, destaque para a primeira edição do ‘Concurso do Bolo Rei de Ponte de Lima’ e para o desfile “Há Moda em Ponte de Lima”, pela Associação Empresarial de Ponte de Lima. No dia 10, domingo e último dia do festival, o destaque vai para as provas de degustação, nomeadamente de Sidra, produto em franco crescimento em Ponte de Lima.

O Festival do Bacalhau e Doçaria (Mel e Sidra) realiza-se de 08 a 10 de dezembro, no Pavilhão de Feiras e Exposições da Expolima, em Ponte de Lima, e é um evento a não perder, destinado a toda a família.

A 7.ª edição do Festival do Bacalhau abre ao público esta sexta-feira, às 15 horas, antecedendo a inauguração oficial, agendada para as 18 horas.


Notícias via e-mail:

Coloque o seu email:

Copyright © 2016. Município de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados. : Política de Privacidade e Segurança . Ficha Técnica :