Página Inicial
siga-nos:  

Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
26 de Junho a 01 de Setembro
  Oficinas de verão 2017
Todos os Eventos
Agenda Cultural

Página dos Espaços Ciência Divertida:


Zona Húmida de Importância Internacional


Prémio Novo Norte:


Aceda ao:

 
Percurso da Água

Características Gerais:

Distância aproximada: 12,5 km.
Duração aproximada: 6h.
Tipo de percurso: circular de pequena rota.
Grau de dificuldade: média.
Partida/chegada: Centro de Interpretação Ambiental.

Ortofotomapa (PDF | 6 mb) faça aqui o download do mapa do Percurso da Água

percurso_água

posto Posto de Observação  .:.  barra1 Percurso  .:.  barra2 Limite das LBSPA

Descrição:

O percurso mais longo da rede de percursos tem como principais objetivos a compreensão do movimento do principal elemento desta área protegida, a água, na bacia hidrográfica do rio Estorãos, bem como, a interpretação da área das Tapadas do Mimoso e o contacto com a forma de distribuição da ocupação humana na área envolvente à paisagem protegida, bem como, com o património dela resultante.

Partindo do Centro de Interpretação Ambiental rumo à Quinta de Pentieiros e posteriormente à Azenha do rio Estorãos, adaptada para Turismo Rural, pode observar-se as serras de Arga e Cabração (ao fundo), que contribuem para a valorização paisagística do percurso, e em que a última marca o limite Norte da bacia cujas águas são drenadas para o rio Estorãos e assim chegam à área protegida.

Todo este troço evidencia valores patrimoniais históricos, como a casa da Quinta de Pentieiros, agora recuperada para Centro de Acolhimento, a necrópole megalítica à saída da Quinta, aconselhando-se a visita após a criação do aro arqueológico, a ponte, construída no séc. XVI ou XVII, o seu cruzeiro e alminhas, que serviam para proteger os visitantes.

Continuando o percurso, após paragem para desfrutar, por instantes, da bela paisagem ribeirinha valorizada pela zona de lazer fluvial da Azenha de Estorãos, depara-se com uma zona tipicamente agrícola, e posteriormente com a Estátua das Quatro Mãos, descritas em percurso adequado.

Ao chegar à ponte da Freixa, sobre o rio Estorãos, o percurso segue para montante num trilho de pé posto, que acompanha a margem do rio rumo ao passadiço que contorna a lagoa das Tapadas do Mimoso, sistema semelhante ao descrito no percurso I. Estes dois sistemas, constituem as duas maiores massas de águas superficiais de toda a bacia.

O posto de observação desta lagoa, permite desfrutar da paisagem e serenidade características deste espaço e disponibiliza informação, que explica a grande diferença entre as duas lagoas, nomeadamente no que respeita à particular e imponente mancha de vegetação arbórea autóctone, onde se destacam as florestas de amieiros, habitat importantíssimo ao nível da conservação da natureza e as florestas de carvalhos. Todo este espaço é atravessado pelo percurso, que proporciona, em qualquer época do ano, um despertar de inúmeras agradáveis sensações podendo, igualmente ser detetada a presença de inúmeras espécies vegetais e animais.

Fora desta zona, o percurso coincide com o troço final do percurso II e ruma em direção a EN 202 com passagem pelo Solar de Bertiandos, um dos ex-libris do Norte do país, contendo entre outros valores, um marco miliário, uma torre erigida em 1566.

Uma vez na estrada nacional, segue-se junto à reta de Bertiandos, com as serras de Arga e Cabração a Norte e rio Lima a Sul a proporcionarem uma interessante perspetiva do enquadramento da paisagem protegida na bacia hidrográfica do rio Estorãos, que permite compreender o movimento da água desde que entra nesta bacia até que sai, para o rio Lima, através do rio Estorãos e vala do Estado.

Até ao final do percurso, muito próximo do Centro de Interpretação Ambiental, merece especial destaque a Quinta da Lage, onde funciona uma unidade de turismo em espaço rural, fundada no séc. XV, com elementos arquitetónicos do séc. XVIII e vestígios de uso do espaço que remontam ao período romano/medieval.

 
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo
 
Notícias relacionadas:
Percurso de Plantas Aromáticas e Medicinais na Área Protegida | 19.06.2012
 
 
 
Avisos
Categorias
16 de Maio
  Recomendações de adoção de práticas de utilização racional de água para rega
19 de Abril
  Freguesia de Estorãos - Obrigatoriedade de poda e tratamento de citrinos infestados com a psila africana dos citrinos, Trioza erytreae (Del Guercio)
22 de Março
  Candidaturas ao Pedido Único (PU)
28 de Novembro
  Inspeção Obrigatória dos Pulverizadores para Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos
24 de Novembro
  Limpeza de cursos de água
Todos os Avisos
Notícias do Município
I Passeio da Rota da Maçã e da Sidra | 29 de julho ? Quinta de Pentieiros
publicada em: 21.07.2017

O Município de Ponte de Lima apoia a realização do “I Passeio da Rota da Maçã e da Sidra”, um evento lúdico organizado pelas autoras da Sidra Artesanal Corrupia em parceria com a Escola Superior Agrária de Ponte de Lima.

O certame, cujo objetivo é mostrar todo o processo de produção da sidra artesanal, realizar-se-á no próximo dia 29 de julho, na Quinta de Pentieiros, em S. Pedro d’Arcos, e inclui diversas iniciativas desde uma visita à azenha, a apanha das maçãs, uma visita à quinta pedagógica e um workshop de produção de sidra. É dirigido às famílias com crianças, jovens, turistas e público que tenha curiosidade em saber mais sobre a Sidra.

Os participantes terão ainda a oportunidade de apreciar um piquenique de degustação. Para os mais novos, está prometida uma tarde muito divertida, promovida pelo Centro Aventura, que também se associa ao evento.

Programa:

  • 10h00 – Concentração na Quinta de Pentieiros
  • 10h20 – Caminhada de 1h30 (visita à azenha)
  • 12h00 - Apanha de maçãs na Quinta de Pentieiros
  • 13h00 – Piquenique de degustação
  • 15h30 – Visita à quinta pedagógica
  • 16h00 – Workshop de produção de sidra/ Atividade do Centro de Aventura

Confira o programa em www.corrupia.pt

Projeto ?Soy niño, sou criança? leva workshops à Feira do Livro de Ponte de Lima
publicada em: 20.07.2017

Os investigadores da Universidade do Minho, Grécia Rodriguez e Leonardo de Albuquerque -coordenadores do projeto “Soy niño, sou criança” -, dinamizam no próximo sábado, 22 de julho, dois workshops infantis de natureza lúdico-pedagógica. Sob o mote “ A ler o mundo com as crianças”, as sessões que se apresentam em horário duplo – 10h30 e 16h00 -, versarão sobre os conceitos da diversidade, do multiculturalismo e do respeito generalizado pela diferença através da leitura partilhada da história “O voo do golfinho”, da autoria de Ondjaki.

A atividade, que incluirá dramatizações, trabalho cooperativo e brincadeiras de sensibilização, destina-se preferencialmente a crianças entre os 7 e os 12 anos.

Visite a Feira do Livro de Ponte de Lima e faça parte do projeto “Soy niño, sou criança”.

Esperamos por si!

Escola de Música da Seara protagoniza último concerto da Feira do Livro de Ponte de Lima
publicada em: 20.07.2017

A Escola de Música da Seara – Secção da Associação Desportiva e Cultural da Seara – protagoniza o último momento musical da Feira do Livro de Ponte de Lima, no próximo domingo, 23 de julho, pelas 18h00. Uma oportunidade para apreciar jovens talentos da música local.

Visite a Feira do Livro de Ponte de Lima e assista à atuação da Escola de Música da Seara, que antecede a apresentação do livro “O que nasce torto também se endireita”, do jornalista da SIC, João Moleira.

Esperamos por si!

Notícias via e-mail:

Coloque o seu email:

Copyright © 2016. Município de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados. : Política de Privacidade e Segurança . Ficha Técnica :