Página Inicial
siga-nos:  

Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
26 de Junho a 01 de Setembro
  Oficinas de verão 2017
Todos os Eventos
Agenda Cultural

Página dos Espaços Ciência Divertida:


Zona Húmida de Importância Internacional


Prémio Novo Norte:


Aceda ao:



Sardão
11 de Janeiro de 2010
Sardão
Sardão

O Sardão (Lacerta lepida) é um lagarto da família Lacertidae. É conhecido por conseguir viver 25 anos em cativeiro. Quando confrontado abre a boca e sibila, conseguindo mesmo saltar para o inimigo. Os machos são territoriais na Primavera.

A hibernação ocorre entre Outubro e Abril. O Homem tem sido o maior inimigo e o motivo principal pelo declínio desta espécie. Sofrem uma enorme taxa de mortalidade por atropelamento, já que estes lagartos utilizam muitas vezes as estradas por terem uma boa exposição solar e se aquecerem. Em Portugal não se encontra ameaçado.

 

Classificação Científica:

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Família: Lacertidae
Género: Lacerta
Espécie: Lacerta lepida

 

Dimensões
O Sardão é um dos maiores membros da sua família, tem entre 30 a 60 cm, podendo mesmo chegar aos 90 cm, sendo que dois terços do seu tamanho correspondem á sua cauda. As crias recém-nascidas têm entre 4 a 5 cm, excluindo a cauda.

Habitat
O Sardão pode ser encontrado em habitats não cultivados e cultivados, desde o nível de água do mar até aos 2100m de altitude no sul Espanha. Prefere áreas secas com arbustos, velhos olivais e vinhas, muitas vezes também é encontrado em sítios rochosos e zonas de muita areia. Normalmente caminha pelo solo, mas é um excelente trepador de rochas e árvores. Normalmente escondido em arbustos (às vezes espinhosos), rochas, muros secos, tocas de coelho ou mesmo buracos que ele próprio escava.

Descrição
Corpo
O Sardão é um lagarto robusto com um colar serrado. Os machos têm uma cabeça robusta muito característica. Têm patas finas mas muito fortes, com garras longas e curvas.

Cores
O dorso é normalmente verde, por vezes cinzento com tons de castanho, especialmente na cabeça e na cauda. No dorso tendem a ser em tons de amarelo ou verde. O macho tem muitos pontos azuis nos flancos, muito menos ou nenhuns nas fêmeas. O macho é mais claro que a fêmea. Os juvenis são verdes, cinzentos, ou castanhos com tons de amarelo ou branco, com muitas pintas pretas por todo o corpo.

Dieta
Normalmente alimenta-se de insectos, especialmente escaravelhos. Também assalta ninhos de aves e ocasionalmente répteis, sapos e alguns pequenos mamíferos. Também se alimenta de fruta e outras plantas especialmente em zonas mais secas.

Reprodução
O Sardão procria no fim da Primavera, início do Verão. Os machos combatem entre si durante esta época. As fêmeas conseguem colocar entre 5 a 22 ovos em Junho-Julho, escondendo-os debaixo de pedras, troncos ou debaixo de folhas secas. Os ovos eclodem passadas 8 a 14 semanas e as crias ficam sexualmente activas em 2 anos.

Distribuição Geográfica
O Sardão pode ser encontrado em Espanha, Portugal, sul de França e no norte de Itália.

 

Adaptado da Wikipédia

Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo


Avisos
Categorias
16 de Maio
  Recomendações de adoção de práticas de utilização racional de água para rega
19 de Abril
  Freguesia de Estorãos - Obrigatoriedade de poda e tratamento de citrinos infestados com a psila africana dos citrinos, Trioza erytreae (Del Guercio)
22 de Março
  Candidaturas ao Pedido Único (PU)
28 de Novembro
  Inspeção Obrigatória dos Pulverizadores para Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos
24 de Novembro
  Limpeza de cursos de água
Todos os Avisos
Notícias do Município
I Passeio da Rota da Maçã e da Sidra | 29 de julho ? Quinta de Pentieiros
publicada em: 21.07.2017

O Município de Ponte de Lima apoia a realização do “I Passeio da Rota da Maçã e da Sidra”, um evento lúdico organizado pelas autoras da Sidra Artesanal Corrupia em parceria com a Escola Superior Agrária de Ponte de Lima.

O certame, cujo objetivo é mostrar todo o processo de produção da sidra artesanal, realizar-se-á no próximo dia 29 de julho, na Quinta de Pentieiros, em S. Pedro d’Arcos, e inclui diversas iniciativas desde uma visita à azenha, a apanha das maçãs, uma visita à quinta pedagógica e um workshop de produção de sidra. É dirigido às famílias com crianças, jovens, turistas e público que tenha curiosidade em saber mais sobre a Sidra.

Os participantes terão ainda a oportunidade de apreciar um piquenique de degustação. Para os mais novos, está prometida uma tarde muito divertida, promovida pelo Centro Aventura, que também se associa ao evento.

Programa:

  • 10h00 – Concentração na Quinta de Pentieiros
  • 10h20 – Caminhada de 1h30 (visita à azenha)
  • 12h00 - Apanha de maçãs na Quinta de Pentieiros
  • 13h00 – Piquenique de degustação
  • 15h30 – Visita à quinta pedagógica
  • 16h00 – Workshop de produção de sidra/ Atividade do Centro de Aventura

Confira o programa em www.corrupia.pt

Projeto ?Soy niño, sou criança? leva workshops à Feira do Livro de Ponte de Lima
publicada em: 20.07.2017

Os investigadores da Universidade do Minho, Grécia Rodriguez e Leonardo de Albuquerque -coordenadores do projeto “Soy niño, sou criança” -, dinamizam no próximo sábado, 22 de julho, dois workshops infantis de natureza lúdico-pedagógica. Sob o mote “ A ler o mundo com as crianças”, as sessões que se apresentam em horário duplo – 10h30 e 16h00 -, versarão sobre os conceitos da diversidade, do multiculturalismo e do respeito generalizado pela diferença através da leitura partilhada da história “O voo do golfinho”, da autoria de Ondjaki.

A atividade, que incluirá dramatizações, trabalho cooperativo e brincadeiras de sensibilização, destina-se preferencialmente a crianças entre os 7 e os 12 anos.

Visite a Feira do Livro de Ponte de Lima e faça parte do projeto “Soy niño, sou criança”.

Esperamos por si!

Escola de Música da Seara protagoniza último concerto da Feira do Livro de Ponte de Lima
publicada em: 20.07.2017

A Escola de Música da Seara – Secção da Associação Desportiva e Cultural da Seara – protagoniza o último momento musical da Feira do Livro de Ponte de Lima, no próximo domingo, 23 de julho, pelas 18h00. Uma oportunidade para apreciar jovens talentos da música local.

Visite a Feira do Livro de Ponte de Lima e assista à atuação da Escola de Música da Seara, que antecede a apresentação do livro “O que nasce torto também se endireita”, do jornalista da SIC, João Moleira.

Esperamos por si!

Notícias via e-mail:

Coloque o seu email:

Copyright © 2016. Município de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados. : Política de Privacidade e Segurança . Ficha Técnica :