Página Inicial
siga-nos:  

Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Categorias Categorias
Ambiente
Educação
Serviços
Turismo
Alojamento
Percursos e Rotas
Atividades
Agenda de Eventos
Categorias
01 de Dezembro a 31 de Dezembro
  Exposição do Centro de Interpretação Ambiental (CIA)
Todos os Eventos
Agenda Cultural

Página dos Espaços Ciência Divertida:


Zona Húmida de Importância Internacional


Prémio Novo Norte:


Aceda ao:



Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida
Educação| 21 de Fevereiro de 2017
Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida
Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida

Técnica Responsável: Vera Henriques

No mês em que se comemora o Dia Mundial das Zonas Húmidas, e estando a Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d’Arcos classificada, desde o ano 2005, como Sítio Ramsar - 1613, as sessões da Área Projeto ‘A Flora da Área Protegida’ do mês de fevereiro foram dedicadas à comemoração desta data e às “Briófitas - a vegetação de zonas húmidas”.

Os Musgos e as Hepáticas são os principais representantes das Briófitas. São plantas pequenas, com poucos centímetros de altura, que vivem em locais húmidos e sombreados. Ao contrário da maioria das plantas, não possuem vasos condutores, especializados no transporte dos nutrientes, como a água. A água absorvida é transportada de célula em célula ao longo do corpo vegetal, um processo lento, que limita o seu crescimento.

Apesar de não ser muito comum numa área tão pequena, a Área Protegida apresenta um número considerável de espécies de Briófitas, devido à sua diversidade de habitats. Estes organismos, essenciais, criam condições para a acumulação de húmus e para a estabilização dos solos, fixam e germinam sementes, servem de alimento e proteção para diversas espécies de animais, acumulam biomassa, reciclam os nutrientes, participam no ciclo da água e no combate à erosão, entre outras ações. São ainda excelentes indicadores da qualidade do ar e da água dos habitats.

Assim como a grande maioria das zonas húmidas, estes organismos também se encontram ameaçados, no entanto, foram encontradas, na Área Protegida, espécies que são indicadoras de continuidade ecológica e de boa qualidade dos habitats - as maiores populações conhecidas em Portugal de Riccia huebeneriana, a espécie Bruchia vogesiaca com um elevado estatuto de conservação, bem como outras espécies raras e em perigo crítico de extinção na natureza.

Após uma breve explicação sobre a importância e a morfologia das Briófitas, os alunos da turma da Professora Daniela, da EB de Freixo, puderam observar, com o auxílio de lupas binoculares, as principais características destas espécies. Como o tempo permitiu, puderam ainda realizar uma breve saída de campo, para procurar e observar estes organismos no seu habitat natural.

As turmas das Professoras Aurora e Salomé, da EB de Arcozelo e da Correlhã, participaram na I Feira da Educação, Ciência e Tecnologia, que decorreu de 02 a 05 de fevereiro, na Expolima, em Ponte de Lima. A Feira, que abriu ao público no Dia Mundial das Zonas Húmidas, contou com a presença de centenas de alunos de escolas do concelho que, para além de uma palestra e aula prática dedicadas ao rio Lima, proporcionou diversos ateliers e atividades pedagógicas, dedicados aos mais novos.

Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida
Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida
Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida
Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida
Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida
Serviço Educativo - A Flora da Área Protegida
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo

 

Mais notícias da categoria: Educação
Serviço Educativo - Ciência Divertida | 29.11.2017
Serviço Educativo - Mundo Rural - 2 | 28.11.2017
Serviço Educativo - Floresta | 27.11.2017
Serviço Educativo - Mundo Rural - 1 | 22.11.2017
Magusto Tradicional Quinta Pedagógica de Pentieiros | 16.11.2017
 
Avisos
Categorias
18 de Novembro
  Governo prolonga período crítico de incêndios até 23 de novembro
16 de Novembro
  Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola
07 de Novembro
  Governo volta a prorrogar período crítico de incêndios
07 de Novembro
  Proibição de produção e comercialização de plantas de citrinos no interior da zona demarcada
03 de Outubro
  Freguesia de Estorãos - Obrigatoriedade de poda e tratamento de citrinos infestados com a psila africana dos citrinos, Trioza erytreae (Del Guercio)
Todos os Avisos
Notícias do Município
OPJovem entra na fase de votação
publicada em: 13.12.2017
Terminada a fase de análise técnica e a apreciação das reclamações recebidas, publicou-se a lista final dos projetos. Ao todo, estão em votação 167 projetos, possibilitando aos jovens dos 14 aos 30 anos votar no seu preferido.
A votação pode ser feita de duas formas: através da página opjovem.gov.pt ou de mensagem SMS gratuita para o 4310.
O Governo de Portugal é o primeiro a realizar um processo de orçamento participativo dedicado aos jovens, conferindo-lhes poder de decisão sobre uma parte do orçamento de estado, tornando o OPJovem numa iniciativa pioneira a nível mundial.
O teu papel é fundamental. Participa!
Bacalhau, Doçaria, Mel e Sidra os ingredientes que fizeram sucesso no VII Festival do Bacalhau e da Doçaria em Ponte de Lima
publicada em: 13.12.2017

A VII edição do Festival do Bacalhau e Doçaria (mel e sidra) que se realizou no passado fim-de-semana no Pavilhão de Feiras e Exposições, foi ponto de encontro de muitas famílias, que assim conviveram e provaram este petisco, rei e senhor nas mesas de todos os restaurantes aderentes ao projeto Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta.

Com a proximidade da época natalícia, este Festival ganhou maior destaque pela elevada procura por parte do público pelos produtos típicos desta quadra, o bacalhau, o mel, a sidra, os licores, os chocolates, e a doçaria tradicional.

Promovido pelo Município de Ponte de Lima, este evento visa impulsionar um dos elementos chave da cozinha tradicional da região, apresentando-se também como um fator de atratividade, como sustentou o Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Eng.º Victor Mendes, na abertura oficial do evento (..) “Esta feira é uma verdadeira alavanca para a dinamização social e económica do nosso concelho.”

O autarca disse ainda que “esta é a nossa forma de impulsionar o comércio tradicional nesta época natalícia. (..) Numa parceria com a Associação Empresarial de Ponte de Lima vamos desenvolver diversas ações no Centro Histórico”. Neste contexto, realizou-se durante esta edição do Festival do Bacalhau e Doçaria, o I concurso de Bolo-rei. Foram treze as propostas de Bolo-rei apresentadas a concurso, tendo o júri deliberado a seguinte votação:

  • 1.º Pastelaria Amor e Canela – Ponte de Lima
  • 2.º Padaria e Pastelaria O Farinheiro – Seara – Ponte de Lima
  • 3.º Padaria da Feira – S. Julião de Freixo – Ponte de Lima

Os visitantes do VII Festival do Bacalhau e Doçaria (mel e sidra) tiveram ainda a oportunidade de assistir aos vários showcookings e provas de degustação que decorreram ao longo do fim-de-semana, bem como a espetáculos de música popular, fados de Coimbra, desfile de moda e a apresentação de uma peça de artesanato, a “Vaquinha Minhota” acompanhada do lançamento do conto infantil “Rosália, a Princesa do Lima”, da autoria da artesã limiana, Nélia Saraiva. 

Inauguração da exposição ?Casas com história ? Vinhos de Excelência: Quinta de Paços e Casa do Capitão-mor? | 15 de dezembro de 2017 às 18h00
publicada em: 12.12.2017

Estará patente no Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, a partir do dia 15 de dezembro de 2017 até 30 de maio de 2018, a exposição temporária Casas com história – Vinhos de Excelência: Quinta de Paços e Casa do Capitão-mor.

Nesta exposição o destaque vai para os vinhos produzidos há já 500 anos na Quinta de Paços, sita em Barcelos, e na Casa do Capitão-mor, em Monção, e que têm vindo a somar diversos prémios de grande prestígio desde 1877, altura em que o vinho da Casa de Paços recebeu, em Filadélfia, um dos primeiros prémios internacionais atribuído a vinhos da Região dos Vinhos Verdes.

Atualmente a família e as propriedades estão representadas por D. Maria do Carmo Azevedo da Fonseca Matos Graça e pelo Dr. José Bento da Silva Ramos.

Trata-se apenas da primeira edição de um conjunto de exposições que visam dar a conhecer as casas e quintas cuja história esteve desde sempre ligada à produção de Vinho Verde de excelência.

A inauguração, que terá lugar no dia 15 de dezembro de 2017, às 18h00, no Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, culminará com uma prova comentada.

Notícias via e-mail:

Coloque o seu email:

Copyright © 2016. Município de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados. : Política de Privacidade e Segurança . Ficha Técnica :