Página Inicial
siga-nos:  

Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Categorias Categorias
Ambiente
Educação
Serviços
Turismo
Alojamento
Percursos e Rotas
Atividades
Agenda de Eventos
Categorias
25 de Novembro
  Dia da Floresta Autóctone
01 de Novembro a 30 de Novembro
  Exposição do Centro de Interpretação Ambiental (CIA)
Todos os Eventos
Agenda Cultural

Página dos Espaços Ciência Divertida:


Zona Húmida de Importância Internacional


Prémio Novo Norte:


Aceda ao:



Área Protegida - 'Uma Escola de Ambiente, Natureza e Mundo Rural'
Ambiente| 13 de Dezembro de 2010
Área Protegida - 'Uma Escola de Ambiente, Natureza e Mundo Rural'
Área Protegida - 'Uma Escola de Ambiente, Natureza e Mundo Rural'
O património natural e (i) material apresenta uma relação direta com as condições naturais e a evolução histórica das atividades humanas. As interações presentes nestas dimensões contribuem para a formação das identidades que, quando exploradas no quadro das opções coletivas para o território, podem revelar-se como elementos promotores centrais e cruciais do desenvolvimento sustentável. A aposta na capacitação dos atores, em paralelo à inovação nos princípios e nas práticas de desenvolvimento, pode equilibrar os interesses das sociedades e das comunidades, requer a interação entre espaços, as atividades, os atores, a conservação e a exploração, bem como as necessidades e as opções de nível estratégico, com as imposições atuais.

A criação e a gestão de espaços protegidos constituem na nossa realidade, por norma, processos que se enquadram geograficamente em espaços rurais, remetendo-os para uma (inter)dependência com o desenvolvimento local e rural. Neste sentido, qualquer processo de avaliação da implementação de espaços protegidos e proteção da natureza deve ser equacionado na sua relação com as potencialidades para o desenvolvimento socioeconómico das comunidades e contributos para o desenvolvimento sustentável a escalas hierarquicamente superiores.

A Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos, comemora este ano 10 anos da sua criação. Consequentemente, como um exercício interno de avaliação do percurso realizado mas também de divulgação do espaço e do projeto, pretendeu-se caracterizar a área incluída e envolvente à AP, assim como efetuar, uma descrição dos processos, atividades e recursos reunidos no período indicado.

A publicação resulta de:
  uma recolha de informação necessária à avaliação com base em bibliografia resultante dos vários projetos e estudos desenvolvidos em paralelo à criação da PPLBSPA;
  consultas e opiniões de vários autores intervenientes, internos e externos às equipas constituídas de apoio ao desenvolvimento do projeto. Ao longo do texto pretendeu-se uma integração destes elementos, de acordo com uma sequência temporal onde se incluem descrições ou exercícios de síntese com base para propostas e fundamentação das propostas de continuidade deste projeto.

Os textos organizam-se em duas partes distintas:
  um primeiro capítulo sobre a revisão do processo de criação, do enquadramento geográfico e territorial, até à descrição dos recursos, condições, valores e serviços presentes sem descurar a realidade e as dinâmicas dos espaços e da comunidade local;
  um segundo sobre a descrição e análise do percurso de desenvolvimento, dos projetos financiadores, das infraestruturas e equipamentos presentes e perspetivados; da dimensão e capacitação dos recursos humanos, das atividades de investigação e conservação, desenvolvimento rural, sensibilização e educação ambiental.

Esta obra de síntese define um ponto de partida e de percurso, inclui uma abordagem transversal à natureza do local e do processo de constituição e desenvolvimento da AP, assume uma dimensão de divulgação dirigida a públicos diferenciados, desde aqueles que detêm formação e interesses diversos, a técnicos e aos utilizadores desta tipologia de espaços. Visou-se o equilíbrio entre a linguagem e um texto de natureza descritiva com uma forte aposta de imagens que evidenciem a natureza, a identidade, a diversidade e a beleza dos elementos naturais e humanos presentes na AP.

Locais de Venda: Centro de Interpretação Ambiental | Quinta de Pentieiros | Feira do Livro Limiano (no Largo de Camões até dia 19) | Arquivo Municipal | Biblioteca Municipal
           P.V.P. : 7€

Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo

 

Mais notícias da categoria: Ambiente
Dia da Floresta Autóctone | 21.11.2017
Serviço Educativo da Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos promove VIII Abraço ao Rio Lima | 22 de setembro – 11h45 | 20.09.2017
Visita ao Parque Florestal da Quinta de Pentieiros | 02.06.2017
Votos de Natal 2016 | 21.12.2016
23 de novembro | Dia da Floresta Autóctone | 24.11.2016
 
Avisos
Categorias
18 de Novembro
  Governo prolonga período crítico de incêndios até 23 de novembro
16 de Novembro
  Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola
07 de Novembro
  Governo volta a porrogar período crítico de incêndios
07 de Novembro
  Proibição de produção e comercialização de plantas de citrinos no interior da zona demarcada
03 de Outubro
  Freguesia de Estorãos - Obrigatoriedade de poda e tratamento de citrinos infestados com a psila africana dos citrinos, Trioza erytreae (Del Guercio)
Todos os Avisos
Notícias do Município
Dia da Floresta Autóctone ? Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro D'Arcos promove Visita ao Parque Florestal
publicada em: 21.11.2017

No âmbito do Dia da Floresta Autóctone, os funcionários da Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos terão na próxima quinta-feira, 23 de novembro um dia dedicado em exclusivo ao Parque Florestal da Quinta de Pentieiros.

A ação tem como objetivo dar continuidade aos trabalhos de recuperação e valorização do Parque Florestal, devastado pelo incêndio de 2016, através da eliminação de invasoras lenhosas, do controlo da vegetação espontânea e da identificação, proteção e seleção de varas, de espécies autóctones e de outras folhosas, resultantes do rebentamento das toiças das árvores plantadas nos últimos anos e que foram queimadas pelo incêndio.  

De importância vital para o equilíbrio ambiental e ecológico, as ações de preservação da floresta são objetivos imediatos a cumprir. Neste contexto os funcionários da Área Protegida, como forma de dar o exemplo, promovem esta ação de manutenção na próxima quinta-feira, a partir das 9h30.

Esta iniciativa complementa-se com uma ação dirigida a toda a comunidade, a realizar no próximo sábado, dia 25 de novembro, a partir das 9h30 nos bosques autóctones da Área Protegida. Para participar aconselha-se a utilização de roupa confortável e a efetuar a inscrição através do seguinte endereço eletrónico: lagoas@cm-pontedelima.pt,  ou pelo telefone 258 240201.

Município de Ponte de Lima apoia iniciativa sobre Metodologias Inovadoras no Uso do Fogo | TrEX ? Training Exchanges
publicada em: 21.11.2017

O Alto Minho TrEx iniciou-se no passado dia 18 de novembro no Centro Cultural em Paredes de Coura, com a realização de um workshop que contou com a participação de cerca de 60 bombeiros, técnicos, forças especiais, grupos de intervenção e científicos que discutirem e efetuaram intercâmbios sobre a cultura local do fogo, a ecologia do fogo e os desafios da sua gestão à escala da paisagem.

Agregados em grupos de brigadas e equipas discutiram as suas expetativas, procedimentos de segurança, meteorologia e comportamento do fogo. A partir desta segunda-feira, dia 20 e até 24 de novembro, serão realizadas ações piloto de treino e intercâmbio de técnicas de gestão de eventos de riscos e de uso do fogo controlado em ambientes e ecossistemas diversificados dos dez municípios do Alto Minho.

Esta iniciativa, promovida pela CIM Alto Minho em parceria com a "Nature Conservancy”, organização internacional, sem fins lucrativos, líder na conservação da biodiversidade e do meio ambiente, é inédita na Europa e constitui uma oportunidade de capacitação dos agentes territoriais em colaboração com uma rede de trabalho reconhecida ao nível mundial, podendo ser seguida na página da "Nature Conservancy”  e ainda através da rede facebook "TREX Prescribed Fire Training Exchange".

Consulte o programa através do seguinte link: http://altominhofirecamp.wixsite.com/2017/programa-trex.  

Prevenção de Incêndios Florestais ? Medidas Preventivas | PROLONGAMENTO DO PERÍODO CRÍTICO ATÉ 23 DE NOVEMBRO
publicada em: 20.11.2017

O Serviço Municipal de Proteção Civil do Município de Ponte de Lima relembra a todos os cidadãos que independentemente das condições meteorológicas, em todos os espaços rurais é expressamente proibido realizar fogueiras para a confeção de alimentos, queimar matos, silvas ou qualquer tipo de sobrantes agrícolas ou florestais, e lançar foguetes e balões com mecha acesa. Também durante este período, o acesso, a permanência e a circulação no interior de determinadas áreas florestais é condicionado e nos trabalhos e outras atividades que decorram nos espaços rurais, é obrigatório que as máquinas de combustão interna e externa a utilizar, onde se incluem todo o tipo de tratores, máquinas e veículos de transporte pesados, sejam dotadas de dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas e de dispositivos tapa - chamas nos tubos de escape ou chaminés, e estejam equipados com um ou dois extintores de 6 kg, de acordo com a sua massa máxima, consoante esta seja inferior ou superior a 10 000 kg.

Solicita-se a quem avistar um incêndio que ligue de imediato 117 (chamada gratuita)!

A REALIZAÇÃO DESTAS ACTIVIDADES É PÚNIVEL COM COIMAS DE 140€ A 5000€.

Notícias via e-mail:

Coloque o seu email:

Copyright © 2016. Município de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados. : Política de Privacidade e Segurança . Ficha Técnica :