Passar para o Conteúdo Principal Top

Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d'Arcos Ponte de Lima

Paisagem Protegida das Lagoas_v2

Veiculo Todo Terreno para reforçar a vigilância e a prevenção dos fogos florestais

Veiculo todo terreno 1 1024 1000
12 Julho 2018

No âmbito da responsabilidade Civil da REN - Redes Energéticas Nacionais, a empresa atribuiu uma carrinha ao serviço de Proteção Civil do Município de Ponte de Lima, destinada a dar apoio aos serviços municipais, nomeadamente ao nível da defesa da floresta na prevenção nos fogos florestais. 

A apresentação pública realizou-se ontem, 10 de julho, na Quinta de Pentieiros em S. Pedro de Arcos, na presença do técnico responsável da Área Protegida, Eng.º Gonçalo Rodrigues, do Vereador responsável pela Proteção Civil Municipal, Eng.º Vasco Ferraz e dos representantes da REN - Eng.º João Gaspar, responsável pela área de Servidões e Património da REN e José Pedro Abrantes, responsável pela área de Apoio às Comunidades Locais da REN.

João Gaspar, explicou que a entrega deste veículo é o “resultado da política de responsabilidade social da empresa (..) cuidar e preservar a natureza, dando resposta às necessidades das comunidades locais”. Aquele responsável referiu ainda “que ações deste género são uma prática recorrente da REN, essencialmente para a prevenção dos fogos florestais.”

Considerando que a REN faz parte do sistema nacional de defesa da floresta contra incêndios, uma vez que as suas faixas de servidão constituem a rede secundária de faixas de gestão de combustível, o Vereador da Proteção Civil Municipal, Eng.º Vasco Ferraz, agradeceu a disponibilidade da REN, “(..) este equipamento é uma mais valia na prevenção do combate aos fogos florestais.”

O responsável pela Proteção Civil Municipal adiantou ainda que “esta carrinha todo terreno ficará afeta ao serviço do Parque Florestal da Quinta de Pentieiros, importante projeto do Município de Ponte de Lima cuja finalidade é a recuperação da área florestal, através da plantação de espécies autóctones de produtoras de madeira nobre, e alertar para a recuperação e gestão do património florestal, que representa a maior parte de ocupação do concelho de Ponte de Lima.”