Página Inicial
siga-nos:  

Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
01 de Novembro a 30 de Novembro
  Exposição do Centro de Interpretação Ambiental (CIA)
Todos os Eventos
Agenda Cultural

Página dos Espaços Ciência Divertida:


Zona Húmida de Importância Internacional


Prémio Novo Norte:


Aceda ao:



Garça-real
05 de Janeiro de 2013
Garça-real
Garça-real

A Garça-real (Ardea cinerea), da mesma família das cegonhas, é a garça mais abundante e difundida da Europa.

Possui um comprimento de cerca de 95 cm, uma envergadura de 185 cm e peso de 1,6 a 2 kg. Pode viver cerca de 25 anos. Apresenta pernas altas, pescoço longo e bico longo e afilado.

Os juvenis apresentam cores mais claras, dorso cinzento acastanhado e ventre branco raiado de negro. Não possuem penacho. Atingem a maturidade aos dois anos de idade.

Habitat
Pode ser encontrada normalmente em extensões de água doce com pouca profundidade e também em costas marítimas. Muitas vezes partilha o habitat das cegonhas.

Alimentação

Alimenta-se principalmente de peixes, mas não despreza anfíbios, répteis, pequenos mamíferos, insetos ou moluscos terrestres e aquáticos. Digere bem as espinhas mas regurgita os pelos dos roedores na forma de bolas.

Reprodução
Reproduz-se de fevereiro a julho. Nidifica normalmente em colónias, em cima de árvores, perto da água. O seu ninho é chato, em forma de plataforma, semelhante ao das cegonhas. A fêmea põe de 3 a 6 ovos muito claros. Os ovos são cobertos alternadamente pelos dois progenitores durante 25 a 28 dias. Os jovens começam a voar ao fim de 50 dias e abandonam o território dos pais ao fim de 8 a 9 semanas.

Características
Durante o voo retrai o pescoço em forma de "S". Este facto, associado ao bater de asas lento e pesado, poderá dar origem a confusão com o voo de uma ave de rapina, mas diferencia-o definitivamente das cegonhas.

Conservação
É uma espécie, que se encontra em expansão na Europa. No nosso país, a Garça-real é principalmente uma espécie invernante. As principais ameaças a esta espécie são a destruição do habitat e a perseguição humana.


 Na Paisagem Protegida

Esta ave é comum na Paisagem Protegida, é relativamente fácil de a observar nas Lagoas, no rio Estorãos e até nas veigas.

 

Fonte: Adaptado de Wikipedia

 
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo


Avisos
Categorias
16 de Novembro
  Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola
07 de Novembro
  Governo volta a porrogar período crítico de incêndios
07 de Novembro
  Proibição de produção e comercialização de plantas de citrinos no interior da zona demarcada
03 de Outubro
  Freguesia de Estorãos - Obrigatoriedade de poda e tratamento de citrinos infestados com a psila africana dos citrinos, Trioza erytreae (Del Guercio)
03 de Outubro
  ALERTA - Vespa das galhas do castanheiro
Todos os Avisos
Notícias do Município
Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima | Em 2018 ? O Clima nos Jardins
publicada em: 17.11.2017

O júri do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima reuniu esta sexta-feira, na Câmara Municipal de Ponte de Lima para avaliar todas as candidaturas e selecionar as onze novas propostas que vão estar expostas na 14ª edição do Festival.

Considerando o tema “O Clima nos Jardins” impulsionador, face às problemáticas atuais, nomeadamente às alterações climáticas, com consequências profundas e transversais a várias áreas da sociedade, Elsa Severino, elemento do júri salientou que as propostas apresentam “ideias originais, interessantes e de grande qualidade.”

O Presidente do júri e principal mentor deste projeto, o Arquiteto Caldeira Cabral assegurou que “A relação entre as propostas e o tema é mais original”.

Apesar da dificuldade em selecionar apenas onze propostas num universo de 46, o júri registou o aumento do número de propostas, salientando a participação de cinco Universidades Europeias: Alemanha, Áustria, Inglaterra, Itália e Roménia.

As restantes candidaturas são provenientes da Argentina, Espanha, Holanda, Polónia, Sérvia e Portugal.

Em Ponte de Lima o CIPVV ? Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde Assinalou o Dia Europeu do Enoturismo
publicada em: 16.11.2017

Ponte de Lima associou-se à efeméride instituída pela RECEVIN - Rede Europeia de Cidades do Vinho, cuja missão é a de divulgar a cultura, o património e as tradições dos territórios produtores de vinho.

Neste âmbito, Ponte de Lima, através do Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde - CIPVV organizou um programa próprio, e que contou com cerca de 30 participantes, entre produtores de vinho, empresas de animação turística e outros visitantes que mostraram interesse em conhecer toda a envolvência de uma produção de vinho.

O programa iniciou-se com uma visita à Quinta das Fontes, na freguesia de Rebordões Souto acompanhada pelo Técnico Agrícola Eng.º Ricardo Sobrinho, seguida de uma prova de Vinho Loureiro, acompanhada com a degustação do Folar Limiano.

Esta jornada comemorativa do Dia Europeu do Enoturismo terminou com uma visita ao CIPVV, onde foram plantadas no terraço algumas videiras, com a participação do grupo que acompanhou este evento.

De realçar que esta efeméride, de ano para ano, regista um maior número de territórios que aderem às comemorações, permitindo que cada localidade mostre o seu património vinícola.

Apresentação do projeto Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta 2017/2018 | Clara Penha ? Casa dos Sabores | 22 de novembro ? 15 horas
publicada em: 16.11.2017

Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta 2017/2018 arranca no último fim-de-semana de novembro e prolonga-se até maio.

Este plano tem-se provado uma indubitável mais-valia, que cruza o campo económico, ao social, dinamizando o tecido empresarial do concelho nos seus vários setores. Em paralelo, o plano ramifica-se em prol da promoção da qualidade gastronómica e da prestação de um serviço de excelência.

Assumido como um compromisso do Município para com as comunidades e entidades locais, cujas sinergias geram um fator de atratividade turística robusto, que não age só na captação, mas na fidelização dos seus visitantes, este conjunto de eventos visa a melhoria quantitativa e qualitativa de atividades complementares associadas a cada evento.

Dirigido aos agentes locais e aos empresários do setor turístico hoteleiro e da restauração, o projeto potencia os recursos endógenos como forma de tornar este território num espaço ideal para continuar a alavancar a economia local e o turismo em época baixa.

Aposta-se na Gastronomia de Ponte de Lima, aliando-a a um diversificado programa de animação. Procura-se valorizar o produto “Gastronomia”, de uma forma explícita, e afirmar a gastronomia de Ponte de Lima como uma experiência gastronómica impar e de excelência, reforçando este destino como um dos maiores polos do turismo gastronómico de Portugal.

Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta 2017/2018, será apresentado publicamente na próxima quarta-feira, 22 de novembro, às 15 horas, na Clara Penha – Casa dos Sabores.

Notícias via e-mail:

Coloque o seu email:

Copyright © 2016. Município de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados. : Política de Privacidade e Segurança . Ficha Técnica :