Página Inicial
siga-nos:  

Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Agenda de Eventos
Categorias
01 de Abril a 30 de Abril
  Exposição do Centro de Interpretação Ambiental (CIA)
Todos os Eventos
Agenda Cultural

Página dos Espaços Ciência Divertida:


Zona Húmida de Importância Internacional


Prémio Novo Norte:


Aceda ao:



Garça-real
05 de Janeiro de 2013
Garça-real
Garça-real

A Garça-real (Ardea cinerea), da mesma família das cegonhas, é a garça mais abundante e difundida da Europa.

Possui um comprimento de cerca de 95 cm, uma envergadura de 185 cm e peso de 1,6 a 2 kg. Pode viver cerca de 25 anos. Apresenta pernas altas, pescoço longo e bico longo e afilado.

Os juvenis apresentam cores mais claras, dorso cinzento acastanhado e ventre branco raiado de negro. Não possuem penacho. Atingem a maturidade aos dois anos de idade.

Habitat
Pode ser encontrada normalmente em extensões de água doce com pouca profundidade e também em costas marítimas. Muitas vezes partilha o habitat das cegonhas.

Alimentação

Alimenta-se principalmente de peixes, mas não despreza anfíbios, répteis, pequenos mamíferos, insetos ou moluscos terrestres e aquáticos. Digere bem as espinhas mas regurgita os pelos dos roedores na forma de bolas.

Reprodução
Reproduz-se de fevereiro a julho. Nidifica normalmente em colónias, em cima de árvores, perto da água. O seu ninho é chato, em forma de plataforma, semelhante ao das cegonhas. A fêmea põe de 3 a 6 ovos muito claros. Os ovos são cobertos alternadamente pelos dois progenitores durante 25 a 28 dias. Os jovens começam a voar ao fim de 50 dias e abandonam o território dos pais ao fim de 8 a 9 semanas.

Características
Durante o voo retrai o pescoço em forma de "S". Este facto, associado ao bater de asas lento e pesado, poderá dar origem a confusão com o voo de uma ave de rapina, mas diferencia-o definitivamente das cegonhas.

Conservação
É uma espécie, que se encontra em expansão na Europa. No nosso país, a Garça-real é principalmente uma espécie invernante. As principais ameaças a esta espécie são a destruição do habitat e a perseguição humana.


 Na Paisagem Protegida

Esta ave é comum na Paisagem Protegida, é relativamente fácil de a observar nas Lagoas, no rio Estorãos e até nas veigas.

 

Fonte: Adaptado de Wikipedia

 
Palavras chaves
voltar
Imprimir Imprimir Enviar Enviar Partilhar
topo


Avisos
Categorias
22 de Março
  Candidaturas ao Pedido Único (PU)
13 de Dezembro
  Freguesia de Estorãos - Obrigatoriedade de poda e tratamento de citrinos infestados com a psila africana dos citrinos, Trioza erytreae (Del Guercio)
28 de Novembro
  Inspeção Obrigatória dos Pulverizadores para Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos
24 de Novembro
  Limpeza de cursos de água
Todos os Avisos
Notícias do Município
Município de Ponte de Lima dinamiza atividades nas Bibliotecas Escolares do concelho
publicada em: 21.04.2017

Os estabelecimentos escolares do concelho de Ponte de Lima, desfrutaram de mais sessões de promoção do livro e da leitura, através do projeto Escutar, ler… imaginar e aprender, desenvolvido pela Biblioteca Municipal.

"A viagem da sementinha", da autoria de Maria Isabel Loureiro, foi a história escolhida para sensibilizar os mais novos e apelar para a importância da preservação da natureza e da defesa do meio ambiente, enriquecida com momentos musicais.

Esta atividade foi dinamizada ao longo do mês de fevereiro e março, com um total de 30 sessões, nos estabelecimentos de ensino do 1.º ciclo de Ensino Básico da Ribeira, da Facha, de Refoios, da Feitosa, de Ponte de Lima, de Arcozelo, do Trovela, de Gandra, de Vitorino dos Piães, das Lagoas, de Freixo, de Poiares, de Rebordões de Souto, do Jardim-de-infância de Ponte de Lima, e ainda no Jardim-de-infância de Calheiros, no Jardim-de-infância de Brandara, no Jardim-de-infância de Cepões, no Jardim-de-infância de Arcozelo, no Jardim-de-infância Sandiães, no Jardim-de-infância Santa Casa da Misericórdia e no Jardim-de-infância Correlhã.

Bebéteca: projeto de promoção da leitura para bebés e crianças
publicada em: 21.04.2017

No próximo dia 29 de abril de 2017 a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima dinamiza mais uma sessão da Bebéteca para bebés, crianças e suas famílias.

Esta sessão terá início pelas 10h30, na sala infantojuvenil, com a animação da leitura "A Pequena Bailarina".

Seguidamente dinamizar-se-á o momento musical intitulado "Passarinhos a bailar".

Para finalizar a ação, desenvolver-se-á um atelier de expressão artística denominado "Bailarina".

Para mais informações e inscrições (gratuitas e limitadas) contacte-nos através do número 258900411 ou do email biblioteca@cm-pontedelima.pt.

Memórias Partilhadas | Teatro do Montemuro | 21 de Abril ? 22h00 ? Teatro Diogo Bernardes ? Ponte de Lima
publicada em: 21.04.2017

Uma Carteira Vazia, de Therese Collins
O que há na carteira de uma pessoa diz-nos muito sobre a pessoa. A escolha de uma carteira de uma pessoa diz-nos muito sobre a pessoa. Anna tem um fascínio por carteiras, não pode deixá-las sozinhas – especialmente as das outras pessoas. Se está tão fascinada por elas, por que não pode abrir a carteira da sua mãe falecida?
O Lápis, de Abel Neves
A caneta é mais poderosa que uma espada ou, no caso de Delfim, que um lápis. Com um lápis, pode-se destravar o mundo. É a espada da verdade. Pode-se transportar um navio para a segurança, pode-se tomar banho de ervas no Montemuro, pode-se colmatar uma lacuna ou esconder-se na floresta. Bem, pode-se pela mão de Delfim e com a imaginação de Delfim.
A Almofada de Penas de Cuco, de Peter Cann
Em 1966 existiam dois amigos, Adão e Fábio, que faziam tudo juntos. Em 1966 houve um Campeonato do Mundo e Eusébio agraciava o jogo. Em 1966 um dos amigos apaixonou-se. E tudo mudou. O que farias se nunca mais visses o teu único e verdadeiro amigo? O que farias para que as coisas voltassem a ser como eram antes dela chegar? O que não deves fazer é dar ao teu amigo uma almofada de penas de cuco.

textos Abel Neves, Peter Cann e Therese Collins
tradução Graeme Pulleyn
encenação Steve Johnstone
direcção musical Simon Fraser
com Abel Duarte, Eduardo Correia e Paulo Duarte
cenografia e figurinos de Sandra Neves
desenho de luz Paulo Duarte
construção de cenários Carlos Cal
assistência à construção de cenários e figurinos Maria da Conceição Almeida
direcção de produção TNSM Paula Teixeira
direcção de cena TNSM Abel Duarte
coprodução TNDM II, Teatro Regional da Serra de Montemuro
M/12 anos

Bilhetes à venda (2,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

Notícias via e-mail:

Coloque o seu email:

Copyright © 2016. Município de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados. : Política de Privacidade e Segurança . Ficha Técnica :